quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Indonésia - últimos dias....

As previsões eram boas, a sorte parecia estar do nosso lado. Felizmente, um swell forte ia entrar, e decidimos partir em direcção à costa oeste da ilha de sumbawa, onde se encontram as famosas ondas de Scar Reef e Super Suck, entre outras. Juntamo-nos a Marcos e Rita, um casal tuga da linha do Estoril que conhecemos em Bali, o que nos facilitou a vida, pois o Marcos já tinha estado várias vezes em Sumbawa. TERIMA KASIH!

Por volta das 19h do dia 11 começamos a nossa viagem. Esta foi dura e cansantiva. Atravessamos de ferry boat de Bali para Lombok e novamente de Lombok para Sumbawa. Aí seguimos em direcção a Maluk, onde se localizam as ondas! Corremos quase todos os hoteis, surf camps e resorts da zona. Alguns estavam cheios, outros tinham condições degradantes e outros eram caros demais. Apesar disso acabamos por ficar confortavelmente instalados no Maluk Resort.
No 1º dia o Swell ainda não tinha entrado por isso aproveitamos para passear e mergulhar em praias paradisiacas que pareciam tiradas dum postal.

2º dia ocupamos a manhã a surfar a direita de Yoyos e uma esquerda bem fun que por lá quebrava. Como a praia estava deserta, foi necessário construir um pequeno abrigo de paus e folhas, para termos sombra. Final do dia fomos a Scar Reef, e alguns de nós aproveitaram para fazer umas, espreitar o reef e esperar não o vir a conhecer mais intimamente.

Na manhã seguinte, fomos para Yoyos. A esquerda não estava a funcionar, e a direita estava bastante mexida, pois o mar subiu bastante. Moita, Rolha e Manel foram para a água. Os outros ficaram à sombra no nosso pequeno abrigo, que ainda estava de pé! À hora do almoço fomos até Super Suck, e demos com um sítio espectacular em frente ao pico em que se pode comer e dormir, o SuperSuck Point, e cujo dono é um bodyboarder indonésio amistoso e simpático. Apesar do mar ainda estar pequeno haviam tubos rasos e rápidos, e aproveitamos para fazer a primeira abordagem ao pico. Ao fim da tarde voltamos a Scar Reef. Cá fora não parecia, mas quando chegamos ao pico vimos que o mar estava com mais tamanho, e alguns de nós foram para a água. O ambiente lá dentro era pesado. Os surfistas eram muitos e a sua atitude era pior que negativa!

Jantamos, dormimos, e segue-se mais um dia! Rolha, Marcos, Nuno e Moita levantaram-se bem cedo e voltaram à assustadora onda de Scar Reef. Cascão e Pi seguiram para SuperSuck. O pico estava cheio de surfistas das boat trips, o ambiente mais pesado e as ondas maiores. No entanto, foi uma surfada adrenalizante para todos nós. Nuno Domingos teve de nadar a longa distância que separa o pico de terra, pois o seu shop partiu e a prancha foi parar quase à areia. No fim da surfada relaxamos um pouco ao sol, e apreciamos o bom sabor da vida. Partimos então para Super Suck, onde almoçamos e deixamos a maré encher um pouco. Fomos para a água. Foi, para todos nós, uma surfada absolutamente surreal. Parecia um sonho, todas as ondas pareciam tiradas dum filme, de tão ridiculamente perfeitas. Nem queriamos acreditar no que os nossos olhos viam! Que tubos...

E foi assim que deixamos a ilha de Sumbawa. Na manhã seguinte alguns ainda acordaram cedo para ver se havia mais do que tinham provado na tarde anterior, mas o mar estava mais pequeno. Chegou a hora de arrumar mais uma vez as malas e partir para Bali. Mais uma viagem dura, que deu uma coça ao mais resistente dos tugas! Chegados a Bali voltamos ao Gobleg Inn por uma última noite.

Manhã seguinte Rolha e Nuno Domingos ainda aproveitaram Padang Padang com cerca de metro de altura. Entregamos o nosso Kijang, chamamos o nosso amigo e taxista Putuu, e fomos para Kuta, onde nos instalamos num hotel jeitoso. Fizemos umas compras, jantamos, e fomos para a noite! As 22h as discotecas já estavam todas cheias e ao rubro! A hora de voltar para a cama não tardou muito, mas foi uma noite divertida.

Chegou o dia da despedida. Putuu largou-nos no aeroporto, e seguiram-se os voos longos e os típicos check-ins e corridas de malas dum terminal para outro. Por volta das 16h chegamos a Portugal, hora portuguesa. Voltamos a casa, depois das melhores ondas da nossa vida. Vai ser dificil voltar a surfar água fria e voltar a lidar com o onshore quase todos os dias. Mas a vida é mesmo assim, não faltarão Umbak Besar para todos nós!

Abraço a todos, Manel "from Kuta, Bali", Rolhas "Ravits", Peter Seven's, MoitaPlay, Nuno Geee e Pi-lo-chan.... Indonésia, até um dia...

Where is Peter Seven's?





































































































































































































Dr. Gigi fez um grande trabalho!!










Shemale.....









Padang





5 comentários:

Rita disse...

Já deixa saudades.. :P Foram uns optimos dias! =)
Beijo meu e abraço do Marcos..

Unknown disse...

Dou-vos os parabéns pelos reports escritos e fotográficos. Sem dúvida alguma mais uma página foi escrita sobre a historia do "surf" da Póvoa e do CNP. Gostei muito. Gostei de vos ver sempre bem dispostos, a partir a loiça e feitios de parte vieram todos mais amigos de espírito aberto.

Aos que ainda não foram (não és tu robalo), paciência, sem trabalho não há recompensa. Acho que perceberão, um dia.

A próxima Bintang pago eu.

Bintang beer é Heineken no wikipedia? Bagus!!

carapinha disse...

LINDO!!!
umas fotos invejaveis ;)

Puto disse...

mais uma vez, as fotos estão fantasticas pessoal!

vocês é que a sabem toda...

rastapower disse...

Altamente! Eu vou lá em Outubro....
Depois da vossa experiência, alguma dica a dar, alguma coisa que numa 2º viagem já não fariam?
Ou nada a dizer!

good vibes!